Assassino de idosos e criança em Gurinhatã cometeu crime de vilipêndio de cadáver em Flor de Minas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Gurinhatã, Minas Gerais. Valtenir Alves de Souza, autor confesso de um triplo assassinato na zona rural de Gurinhatã, também confessou autoria do vilipêndio de cadáver em Flor de Minas, em 10 de julho deste ano.

idosos e menino morto
Motivação do crime pode ter sido uma discussão sobre um empréstimo de gasolina para o suspeito (Reprodução/Arquivo pessoal)

Crime brutal

João Batista Inácio, de 65 anos, foi assassinado com golpes de machado nas costas e um tiro na cabeça. A esposa dele, Divanilda Maria Inácio, de 61, foi esfaqueada pelo abdômen, mas chamou a atenção o fato de ela ter a genitália mutilada pelo assassino.

Já o menino de 2 anos foi encontrado com um corte profundo no pescoço.

Conforme o delegado Rafael Faria, que colheu o depoimento do homem, ele contou que dirigia um veículo, perto da cidade, quando acabou a gasolina. Em seguida, ele encontrou a fazenda do casal e pediu combustível emprestado até que encontrasse um posto para reabastecer.

O idoso de 64 anos convidou o suspeito para ir até sua propriedade e, no local, teria cobrado pela gasolina que daria a ele. Neste momento, o homem começou a agredir o idoso e imobilizou a mulher, de 61 anos, e a criança.

Vilipêndio de cadáver

Corpo vilipendiado em Flor de Minas foi sepultado novamente na última segunda-feira, após ser periciado | Foto: Reprodução/WhatsApp
Corpo vilipendiado em Flor de Minas foi sepultado novamente na última segunda-feira, após ser periciado | Foto: Reprodução/WhatsApp

O corpo de uma vendedora de 27 anos, foi vilipendiado na noite de um sábado (10.jul.2021), no distrito de Flor de Minas. A vítima foi identificada como Poliana Pereira, que teve suas partes íntimas mutiladas.

Poliana Pereira era natural do distrito de Flor de Minas e morava em Ituiutaba. Poliana era vendedora e é mais uma vítima das complicações da COVID-19. Após ter sido infectada pelo coronavírus, se recuperou, mas a doença a fez mais suscetível à pneumonia, segundo médicos.

Prisão do assassino

Um homem de 39 anos foi preso na tarde de quinta-feira (25.nov.2021), em Cachoeira Alta de Goiás. O homem foi identificado como Valtenir Alves de Souza.

Valtenir Alves de Souza, vulgo Ratinho

Valtenir Alves de Souza, vulgo Ratinho

Inquérito

O delegado da Polícia Civil, Rafael Faria, adiantou que já foram concluídos os exames de necropsia das vítimas e a perícia de local. O inquérito será concluído em breve com pedido de indiciamento do preso por três homicídios qualificados, vilipêndio de cadáver e violação de sepultura.

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida