Mulher alega ter sido estuprada pelo marido mais de 300 vezes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Sarah foi vítima dos abusos do marido por dois anos Foto: Daily Mail / Reprodução
Sarah foi vítima dos abusos do marido por dois anos
Foto: Daily Mail / Reprodução

Uma britânica de 26 anos, vítima de abusos sexuais cometidos pelo marido ao longo de dois anos, resolveu quebrar o silêncio e contar a sua história. As informações são do Daily Mail.

Sarah Tetley, de Melton Mowbray, situado no condado inglês de Leicestershire, conheceu o marido, Charlie, que hoje está atrás das grades, quando tinha 18 anos e, em 2009, teve uma filha com ele.

Com o passar do tempo, Charlie começou a ficar controlador, segundo ela, a ponto de determinar como Sarah deveria se comportar e lidar com a filha do casal.

Sarah relata que ele passou a proibir a esposa de usar o seu computador e a se fechar no quarto. Sarah chegou a pensar que o marido estava tendo um caso extra-conjugal. No entanto, Charlie passou a estuprá-la todas as noites, enquanto ela dormia, e filmava os abusos.

Ela denunciou as agressões à polícia, que confiscou o laptop, o Xbox e o gravador do agressor. Durante as investigações, Sarah descobriu vários HD’s externos escondidos em um móvel do quatro do casal e também os entregou aos agentes. Após analisar os equipamentos, a polícia descobriu imagens pornográficas, além de 300 vídeos que mostravam Charlie estuprando a esposa. Sarah parecia estar inconsciente em todas as gravações.

O que mais chocou a britânica foi o fato de ela não saber que os abusos estavam acontecendo. Ela contou a uma emissora de TV que às vezes acordava com o braço adormecido, mas não havia nada que a fizesse suspeitar de que estava sendo violentada pelo marido.

Desde que Charlie foi condenado, em março de 2014, a 12 anos de prisão, Sarah enfrentou uma depressão e crises de pânico, mas hoje tenta levar uma vida normal.

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida