Protocolo de urgências é implementado nos PSFs em Capinópolis

Lorena Alves demonstra o banner com os tipos de emergência baseados em cores | Foto: Secretaria de Saúde
A enfermeira Gabriela demonstra o banner com os tipos de emergência baseados em cores | Foto: Secretaria de Saúde

Atualizado às 20h57 — Correção da legenda da foto

Capinópolis, Minas Gerais. A secretaria de Saúde aderiu, nas Unidades de Atenção Primária, ao Protocolo de Manchester, como método de definir a ordem de atendimento médico, de acordo com a gravidade do paciente.

Segundo a coordenadora da atenção básica, Lorena Alves, “quanto mais grave for o quadro, mais rápido será o atendimento. Essa classificação é realizada no momento da triagem com a enfermeira responsável pela unidade. A mesma irá classificar o paciente e será colocada uma pulseira com a cor referente à classificação. Todas as Unidades de Saúde estão com um banner que informa o tempo de atendimento de cada Classificação do Protocolo de Manchester. O objetivo é definir uma prioridade clínica para o primeiro atendimento médico”.

As cores representam suas prioridades:

  • Vermelha (Emergência): o paciente necessita atendimento imediato (não há espera);
  • Laranja (Muito urgente): o paciente necessita de atendimento o mais prontamente possível (espera até 10 minutos);
  • Amarelo (Urgente): não é considerado uma emergência, já que possui condições clínicas para aguardar (espera de até 60 minutos);
  • Verde (Pouco urgente): é o caso menos grave, que exige atendimento médico, mas pode aguardar (espera de até 120 minutos);
  • Azul (Não urgente): é o caso de menor complexidade e sem problemas recente. Este paciente deve ser acompanhamento, porém, pode aguardar para consulta em outro dia ou outro horário que esteja disponível: agendamento de consulta (espera de até 240 minutos).

O secretário Municipal de Saúde, Giovani Mafioleti, reforça a importância desse protocolo. “Essa ação trará maior segurança para os pacientes, pois quando um atendimento é realizado de acordo com a gravidade do cidadão, as chances de evitar uma complicação ou até mesmo um óbito é muito maior. Já solicitamos a direção do Hospital FAEPU que também adote o protocolo, pois nosso objetivo é aprimorar cada vez mais o atendimento público da cidade”.

Melhorias contínuas na rede municipal de saúde

Capinópolis vem apresentando melhorias no atendimento médico na rede municipal de saúde, mesmo diante da mais grave crise sanitária do Brasil moderno.

Nesta semana, a secretaria de Saúde e a Faepu anunciam novas especialidades médicas em Capinópolis. Atendimentos com endocrinologista e dermatologista estarão disponíveis à população a partir da primeira semana de junho de 2021. Cardiologia e psiquiatria, especialidades já implementadas no sistema municipal de saúde, estão sendo fortalecidas com a contratação de mais profissionais médicos.

A pasta da Saúde também anunciou a retomada do programa de próteses dentárias para a população e o retorno do agendamento de exames e cirurgias de catarata.

Leia também:

Coronavírus: Variante de Manaus é detectada em Capinópolis e na região